MP investiga falsificação de boletins de ocorrência

Promotor Fabio Varela constatou indícios de irregularidades no preenchimento de alguns Registros de Eventos de Defesa Social (Reds).

Fabio Varela
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) abriu investigação de supostas falsificações de boletins de ocorrência. O Promotor da Vara Criminal e Controlador Externo da Atividade Policial, Fabio Varela, explica que denúncias chegaram ao seu conhecimento e constatou que existem indícios de irregularidades. “Nós analisamos alguns boletins de ocorrência feito pela Polícia Militar e constamos realmente alguns indícios. O Ministério Público vai apurar esses fatos e verificar se houve uma má-fé nessas situações de irregularidades.”

De acordo com o promotor, fraudar boletim de ocorrência pode gerar crimes de falsificação documental, falsidade ideológica, prevaricação (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoa), dentre outros. “Se esse “maquiamento” é algo intencional, nós vamos analisar nessa investigação que estamos instaurando”, destaca.

O site Araxá Na Moral divulgou na última terça-feira, 29, uma matéria que aponta que  crimes considerados graves são ocultados do conhecimento  da comunidade ou maquiados para não aumentar a sensação de insegurança no município.  Segundo a denúncia, policiais militares têm sido orientados a subnotificar alguns crimes. “Recentemente tivemos um caso de tentativa de homicídio que foi registrado como assalto a mão armada, por exemplo. Outros crimes graves registrados no município sequer são repassados a imprensa”, destacou a fonte, que não teve a identidade revelada.

Autor: Saulo Aguiar

É jornalista, radialista e cooperativista. Formado em Comunicação Social, ganhou destaque com colunas opinativas e reportagens investigativas. Possui cursos na área de assessoria de comunicação, cooperativismo e gestão de projetos.

Compartilhe
468 ad

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *