Disque 190: População confirma problemas no atendimento

Juiz Renato Zupo fez criticas ao sistema de emergência do 37º Batalhão da Polícia Militar de Araxá. Comandante tenente-coronel, Arnaldo Pereira, diz que pesquisas apontam para 90% de aprovação do serviço.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Inúmeras reclamações ao serviço de emergências da Polícia Militar, o Disque 190, feitas nas redes sociais nesta quarta-feira, 30, confirmaram as criticas do juiz criminal Renato Zupo a respeito da falta de atendimento. Diversos casos de falta ou mal atendimentos foram relatados. Em  alguns deles, cidadãos apontam que as viaturas não compareceram ao local ou não realizava determinada solicitação. “Verdade. Certa vez chamei porque um casal vizinho estava brigando feio e disseram que em briga de casal não atendem. Absurdo. A moça foi espancada”, contou uma usuária da rede social.

“Ás vezes que precisa não fui entendido ou disseram que não tinha viatura… O Estado precisa dar uma condição e um suporte maior para que a polícia possa trabalhar…”.  / “Até com acidente com vítima é preciso escolher entre ir até o Batalhão fazer o B.O ou levá-lo ao hospital!! É um Absurdo!!!” / “190 existe? Toda vez que precisamos não atendem ou não vem.” / Atendem o quê ultimamente?? Qual seria o papel atual da PM??” / “Começar a gravar as conversas telefônicas quando ligamos e que falam pra gente, aí sim quero ver a desculpa.”  – Foram alguns dos comentários e reclamações feitas.

Judiciário

Durante entrevista coletiva na última terça-feira, 28, o juiz criminal Renato Zupo fez criticas ao sistema de emergência do 37º Batalhão da Polícia Militar de Araxá. “Os senhores tem usado o 190? Os senhores tem usado o 190? Gente, pelo amor de Deus. Não é falta de cobrança, de pedir. Até o ano passado, Araxá foi exemplo de refluxo de criminalidade. Nossos índices de criminalidade baixaram em até 60%. Estamos tendo um começo de ano horroroso. (…) Triste é quando o cidadão precisa do 190 e não atende. Muitas pessoas que eu conheço ligam para um policial amigo em uma emergência policial. Porque o 190 não tem funcionado a contento. Ou melhor, nada tem funcionado a contento”, ressaltou Zupo.

Polícia Militar

O comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar de Araxá, tenente-coronel, Arnaldo Pereira, ressalta que não houve reclamação registrada em relação ao Disque Denúncia. “Gostaríamos muito que o cidadão que tem reclamado a outros órgãos, reclame na Polícia militar. Não recebemos nenhuma reclamação do não atendimento ou do mal atendimento no 190. Fazemos uma pesquisa permanente desse atendimento. Essa pesquisa é feita desde o momento  que o cidadão ligou no 190 até a guarnição sair do local, onde ela resolveu ou encaminhou a solução do problema.  Temos mais de 90% de aprovação do atendimento  da Polícia Militar em Araxá e região. Todo órgão tem deficiência e, eventualmente, nós estamos atendendo mal algum cidadão. Gostaríamos que  ele nos procurasse para encontrarmos esse problema e o corrigisse com a brevidade possível”, afirmou.

Autor: Saulo Aguiar

É jornalista, radialista e cooperativista. Formado em Comunicação Social, ganhou destaque com colunas opinativas e reportagens investigativas. Possui cursos na área de assessoria de comunicação, cooperativismo e gestão de projetos.

Compartilhe
468 ad

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *