Projeto de Lei cria Contadoria Geral do Município

Proposta de autoria do Executivo está em tramitação na Câmara Municipal de Araxá desde o último dia 30 de junho.

FUTURO PAM (7)

A fragilidade do Controle Interno do município e a falta de uma estrutura mínima para funcionar um órgão interno de controle de execução orçamentária, constatada pela empresa Libertas Auditores & Consultores, já começa a refletir na estrutura administrativa da Prefeitura de Araxá. O prefeito Aracely de Paula (PR) encaminhou a Câmara Municipal, a proposta de lei que cria na organização administrativa da Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, a Contadoria Geral do Município. O projeto está em tramitação no Legislativo desde o último dia 30 de junho e terá um impacto financeiro superior a R$ 60 mil.

O recurso será destinado à contratação de dois cargos de Assessor Executivo II. As principais funções da Contadoria serão controlar a execução do orçamento público, preparar as contas públicas, orientar as secretarias municipais na elaboração da sistematização financeira e contábil, elaborar resoluções de orientação geral sobre contabilidade pública e controlar limite de despesas pessoal previsto em lei.

De acordo com o relatório da auditoria, a falta de uma estrutura adequada de contadoria foi uma das razões preponderantes para os inúmeros casos de irregularidades já comprovados no laudo técnico. “A auditoria se deparou com muita burocracia e praticamente nenhuma cultura de controle”, destaca o relatório.

Autor: Saulo Aguiar

É jornalista, radialista e cooperativista. Formado em Comunicação Social, ganhou destaque com colunas opinativas e reportagens investigativas. Possui cursos na área de assessoria de comunicação, cooperativismo e gestão de projetos.

Compartilhe
468 ad

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *